Início Famosos Cantora portuguesa vive grande drama por causa de doença incurável

Cantora portuguesa vive grande drama por causa de doença incurável

360
0
COMPARTILHE

A cantora Dina está a aguardar um transplante urgente de pulmão, revelou a própria. A artista que se estreou em álbum com Dinamite em 1982 e dez anos depois representou Portugal na Eurovisão com ‘Amor d’Água Fresca’ sofre de fibrose pulmonar galopante desde 2006. A cantora Dina sobre de fibrose pulmonar galopante. A doença, que lhe foi diagnosticada há mais de 10 anos, foi a razão pela qual abandonou os palcos em 2012.

Loading...

Aguarda um transplante de pulmão para poder prescindir da botija de oxigénio que utiliza 24 horas por dia. ‘Há dias em que tenho medo… não é medo, é pena por não usufruir mais das coisas… das pessoas que eu gosto, dos belos vinhos tintos que já não vou beber. Viver é muito bom, mas viver com qualidade é melhor ainda. Uma pessoa não pode estar sempre a pensar nisto, nem dramatizar’”, disse a artista à reviste TV 7 Dias. A doença obrigou-a a abandonar os palcos e Dina explicou o porquê: ‘Não dá para continuar a cantar. O aparelho vocal pode estar bom, mas o respiratório não me permite sequer cantar afinada. Esta é uma doença que provoca um grande cansaço. Ainda por cima afecta-me os dois pulmões. E como não consigo cantar, prefiro não fazer figuras tristes e terminar por aqui’.

Aos 61 anos, a cantora vive momentos de grande ansiedade enquanto espera por um dador compatível para que possa fazer o transplante que lhe pode salvar a vida. Dina foi homenageada em vários espectáculos em 2016. ‘Dinamite’ juntou nomes como Márcia, B Fachada, Samuel Úria ou Best Youth – a artista já não cantava nem tocava e raramente saía de casa. Já na altura, estava em lista de espera para o transplante e dizia-se consciente que encontrar um dador compatível ‘é um processo moroso’ e que poderá nunca acontecer.

A fibrose pulmonar galopante designa a presença anómala de tecido fibroso ou cicatricial nos pulmões. Essa fibrose pode ocorrer na sequência de variadíssimas doenças que afectam os pulmões, e interfere com a sua função, afectando a respiração, as trocas gasosas e, consequentemente todo o metabolismo. A fibrose pulmonar pode desenvolver-se de um modo muito gradual ou mais rapidamente. A presença de tecido fibroso, menos elástico, na estrutura pulmonar vai tornar a respiração mais difícil. Trata-se de uma doença importante e irreversível, uma vez que a fibrose, uma vez instalada, não desaparece.

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here