Início Desporto Comunicado de Lionel Messi após derrota do Barcelona

Comunicado de Lionel Messi após derrota do Barcelona

1429
0
COMPARTILHE

Foi um jogo muito difícil para o Atlético de Madrid e para João Félix, com dois golos anulados ao Barcelona por vídeo-árbitro (Messi e Gérard Piqué). Os colchoneros marcaram primeiro por Koke mas os catalães deram a volta por Lionel Messi e Antoine Griezmann.

Nos últimos dez minutos, o Atlético de Madrid marcou bilhete para a final da Supercopa do Rey com o rival Real Madrid com golos de Álvaro Morata e Angel Correa. Diego Simeone era um treinador muito feliz no final da partida e estava muito confiante para a final.

No final, os colchoneros foram mais felizes e Lionel Messi criticou toda a a equipa pela derrota e pela eliminação da Final 4 da Supercopa do Rey. “Controlámos o jogo durante 80 minutos com grande nível e depois cometemos erros que não devíamos. Devíamos ter segurado e fechado o jogo e isso podia ter acontecido com os golos que acabaram por ser anulados.

Demos-lhes o jogo com erros de iniciados. Hoje não teve nada a ver com Roma ou Anfield, simplesmente perdemos bolas que nos deixaram expostos lá atrás. Estamos desiludidos e o resultado não tem de ser necessariamente justo, ganha quem marca mais golos”.

O melhor jogador do mundo deixou uma mensagem de apoio ao contestado Ernesto Valverde. “Quando se perde, é normal que se fale do treinador, mas nesta altura temos de estar mais unidos do que nunca”.

O jogo ficou marcado pelo desentendimento entre Jordi Alba e o João Félix na área do Barcelona, no último minuto da primeira parte da meia-final da Supertaça de Espanha. O defesa espanhol colocou um dedo na cara do português, que não gostou, e deu-lhe um chega para lá.

Após o apito para o intervalo, Messi foi tirar satisfações com o ex-jogador do Benfica, acabando por afastar-se, tendo depois sido Luis Suárez a dirigir-se ao internacional luso. No final da confusão, o árbitro acabou por mostrar cartão amarelo a Suárez e a Savic.

O treinador blaugrana foi bem claro na análise ao jogo: “Foi um jogo que dominámos. Parecia que tínhamos o jogo na mão. Foi um jogo completamente seguro da nossa parte, salvo em momentos pontuais”.

“O que move os treinadores é sempre a ideia de trabalhar. Sabemos como é futebol e que, quando perdes, há sempre instabilidade. Claro que se vai falar disso, é inevitável. Mas eu só posso dedicar-me ao que me compete, que é treinar”.

COMPARTILHE