Início Desporto Jesus critica agressividade do Boavista: “Do banco só se ouvia mata, mata,...

Jesus critica agressividade do Boavista: “Do banco só se ouvia mata, mata, mata…”

400
0

Foi assim que Jorge Jesus analisou a derrota, pesada frente ao Boavista por 3-0. Falou na agressividade dos axadrezados mas lembrou a falta de qualidade da sua equipa, que não esteve bem a defender e falhou muitos passes no ataque. Os golos foram apontados por Angel Gomes, Elis e Hamache, deixando o Benfica em segundo lugar do campeonato, a um ponto do Sporting.

“Não fomos uma equipa bem organizada defensivamente. Foi um jogo com muitas faltas na primeira parte, o Boavista parava muitas vezes o jogo com faltas, fez 31, e os jogadores do Benfica falharam muitos passes”.

“Ao não estarmos organizados defensivamente sofremos o primeiro golo e, ainda não tendo perdido esta época, ir para o intervalo a perder 2-0 pesou”.

“As substituições, esta noite, também não revoltaram. É um jogo que é um resultado negativo. Perder por um, por dois ou por três é igual. O Boavista soube explorar a nossa falta de organização e o árbitro deixou também que eles fizessem aquele jogo de muitas faltas”.

“O problema não foram os três centrais do Boavista. Estamos habituados a jogar contra equipas neste sistema de 5-4-1, mas nesta noite não mostrámos mobilidade e capacidade para acompanhar o ritmo do jogo. Não estivemos ao nível de outros jogos. Não fomos a equipa que costumamos ser”.

Em resumo, Jorge Jesus admitiu que foi uma noite em que o Benfica esteve muito longe do seu melhor. “Foi uma noite não bem conseguida. Não estivemos organizados defensivamente, não estivemos frescos como costumamos estar e devíamos ter sido mais equipa”.