Início Desporto Manuel José: “A montanha vai parindo ratos. É como o Apito Dourado”

Manuel José: “A montanha vai parindo ratos. É como o Apito Dourado”

391
0

“Volta e meia aparecem estas investigações e a montanha vai parindo ratos. Aquilo não dá nada. Passam-se anos, anos e anos. Faz algum sentido fazer estas investigações todas? Em Portugal, as pessoas antes de serem julgadas já foram condenadas na praça pública. Como o Apito Dourado depois não dá nada.”

Depois brincou com a situação: “Com tanta busca no Estádio da Luz ainda vai aparecer o brinco do Vítor Baptista (perdido em 1971). Em Portugal, a culpa muitas vezes morre solteira com o arrastar [das investigações]”.

Atacou Jorge Jesus e as suas decisões: “Contratou um jogador brasileiro que só ele conhecia. Eu não conhecia e agora não faz sentido adaptar um lateral [Diogo Gonçalves] a defesa depois de gastar aquele dinheiro todo com um jogador que ele conhecia”.

“Não faz sentido jogar com o Taraabt e com o Gabriel. O Taraabt rouba poucas bolas mas tenta e o Gabriel coloca a bola onde quiser até de olhos fechados. Revela a qualidade dos bons jogadores”.

“Mas eles não fazem cobertura a ninguém. Depois os dois centrais precisam de proteção. Weigl tem de jogar já que é o único que faz coberturas. Pode não jogar bonito mas joga simples. Raramente erra um passe. Faz coberturas aos centrais, aos laterais. Quando joga o Gabriel e o Taraabt não fazem”.

“Marca golos e o Darwin é um excelente jogador. Porque não jogam os dois? Normalmente ou se muda o sistema ou se muda o treinador. Jesus é muito caro e muito cedo para sair. A equipa à Jorge Jesus foi a que ganhou jogos. Não esta”.