Famosos

Herança de Rogério Samora | Há novas informações

Rogério Samora morreu a 15 de dezembro de 2021, ele que estava em coma desde julho. O famoso ator não conseguiu recuperar de uma paragem cardiorrespiratória sofrida durante as gravações da novela da SIC, ‘Amor Amor’. Agora, há muitas dúvidas ainda no que respeita à herança.

Como já se percebeu, a vida familiar do ator não era propriamente linear. Há um primo, que esteve sempre do lado de Rogério, um pai que está doente e um irmão meio desaparecido. Como Rogério Samora não era casado, nem tinha filhos, a situação tornou-se muito complicada.

Quanto a bens, de acordo com a revista Flash, o ator tinha “obras de arte, três casas, vários bens de valor”. No entanto, ele nunca deixou escrito quem seriam os seus herdeiros. O que agora deixa tudo muito difícil de decidir.

O primo Carlos Samora foi quem sempre tratou de tudo, enquanto o ator esteve internado, nestes longos meses. Também era ele quem fazia algumas atualizações sobre o estado do ator e de como estava a gerir as coisas do primo.

“Estamos neste momento à espera da habilitação de herdeiros. Isto ainda deve demorar uns quatro ou cinco meses. De qualquer maneira ao senhor Edmundo [pai de Rogério Samora] não vai faltar nada, como não faltou até agora. É o tribunal que vai decidir quem vai administrar os bens do Rogério. Fui eu até à morte, mas apenas as coisas gerais, como a luz, gás, etc. Mas agora há outras coisas para decidir”, disse Carlos Samora, entrevistado pela THE MAG.

Sobre o irmão do ator, Carlos Samora diz que continua tudo igual e ninguém, sabe do seu paradeiro: “Até agora não disse nada e eu confesso que não vou parar a minha vida toda para ir à procura dele, seja lá onde ele estiver. Enviámos mensagens quando o Rogério foi hospitalizado, quando ele faleceu e até agora ele nunca disse nada. Mandei eu e mandaram outras pessoas. O silêncio continua”.

Carlos Samora continua a lamentar, sobretudo, a morte do primo, de quem era muito chegado. Tudo o resto, diz ser dispensável e aguarda que o Tribunal decida. “O que importava, que era o próprio Rogério, já não está entre nós. Eu, a única coisa em que continuo a ajudar, é na casa do Porto. Sou eu que continuo a tratar do aluguer daquele espaço que foi decorado pelo Rogério. Os apartamentos estão para alugar e continuam a ter muita procura. Eu apenas trato dessa parte, nada mais. O que importava, que era ter o Rogério entre nós não volta a acontecer. Ainda outro dia o meu neto perguntou por ele e confesso que não sabia o que responder. Foi aquele momento que bateu forte”, lamentou o primo do ator Rogério Samora. 

Herança de Rogério Samora discutida em Tribunal

Rogério Samora morreu a 15 de dezembro de 2021, ele que estava em coma desde julho. O famoso ator não conseguiu recuperar de uma paragem cardiorrespiratória sofrida durante as gravações da novela da SIC, ‘Amor Amor’. Agora, há muitas dúvidas ainda no que respeita à herança.

Como já se percebeu, a vida familiar do ator não era propriamente linear. Há um primo, que esteve sempre do lado de Rogério, um pai que está doente e um irmão meio desaparecido. Como Rogério Samora não era casado, nem tinha filhos, a situação tornou-se muito complicada.

Quanto a bens, de acordo com a revista Flash, o ator tinha “obras de arte, três casas, vários bens de valor”. No entanto, ele nunca deixou escrito quem seriam os seus herdeiros. O que agora deixa tudo muito difícil de decidir.

O primo Carlos Samora foi quem sempre tratou de tudo, enquanto o ator esteve internado, nestes longos meses. Também era ele quem fazia algumas atualizações sobre o estado do ator e de como estava a gerir as coisas do primo.

“Estamos neste momento à espera da habilitação de herdeiros. Isto ainda deve demorar uns quatro ou cinco meses. De qualquer maneira ao senhor Edmundo [pai de Rogério Samora] não vai faltar nada, como não faltou até agora. É o tribunal que vai decidir quem vai administrar os bens do Rogério. Fui eu até à morte, mas apenas as coisas gerais, como a luz, gás, etc. Mas agora há outras coisas para decidir”, disse Carlos Samora, entrevistado pela THE MAG.

Sobre o irmão do ator, Carlos Samora diz que continua tudo igual e ninguém, sabe do seu paradeiro: “Até agora não disse nada e eu confesso que não vou parar a minha vida toda para ir à procura dele, seja lá onde ele estiver. Enviámos mensagens quando o Rogério foi hospitalizado, quando ele faleceu e até agora ele nunca disse nada. Mandei eu e mandaram outras pessoas. O silêncio continua”.

Carlos Samora continua a lamentar, sobretudo, a morte do primo, de quem era muito chegado. Tudo o resto, diz ser dispensável e aguarda que o Tribunal decida. “O que importava, que era o próprio Rogério, já não está entre nós. Eu, a única coisa em que continuo a ajudar, é na casa do Porto. Sou eu que continuo a tratar do aluguer daquele espaço que foi decorado pelo Rogério. Os apartamentos estão para alugar e continuam a ter muita procura. Eu apenas trato dessa parte, nada mais. O que importava, que era ter o Rogério entre nós não volta a acontecer. Ainda outro dia o meu neto perguntou por ele e confesso que não sabia o que responder. Foi aquele momento que bateu forte”, lamentou o primo do ator Rogério Samora.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo