Tecnologias

Morreu o emigrante que pediu ajuda para regressar a Portugal

José Ferreira resistiu apenas um mês, depois de descobrir um cancro no fígado. O português estava emigrado na Alemanha e pediu ajuda para regressar a Braga, de onde era natural. No entanto, faleceu esta sexta-feira, dia 18 de fevereiro, num hospital em Munique.

Foi a 12 de janeiro que José Ferreiro recebeu o infeliz diagnóstico. Percebendo a gravidade da doença de que sofria, o homem e a família tentaram que ele fosse repatriado para Portugal, e pudesse fazer os tratamentos em ‘casa’.

O consulado português em Estugarda esteve a acompanhar todo o processo, tendo em vista esse repatriamento. No entanto, tal não aconteceu em tempo útil. Infelizmente, José Ferreira faleceu antes desse regresso para perto da família, como era desejado.

“O Consulado-Geral de Portugal em Estugarda, que acompanhou este caso, tem prestado apoio na preparação dos trâmites relativos ao processo de trasladação e mantém contacto regular com a família do cidadão nacional”, revelou a Secretaria de Estado das Comunidades Portugueses, em declarações ao Jornal de Notícias.

A esposa de José Ferreira também confirma toda a ajuda que tem recebido, tanto da parte do Consulado, como da parte de muitos donativos, que recebeu, depois de conhecida a notícia da doença grave do marido. Cristina Vicente disse mesmo que, com a ajuda recebida, a família não precisará pagar nem serviços funerários, nem a trasladação.

O corpo de José Ferreira será cremado segunda-feira e depois trasladado para Portugal. A família usará os donativos recebidos para o repatriamento. A viúva também informou que o patrão do falecido marido “pagou dois ordenados”. Uma ajuda para os tempos difíceis que a família terá agora que enfrentar. 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo