Noticias

Choque na Corporação de Portalegre: Bombeiro Miguel Martins termina com a própria vida

Choque na Corporação de Portalegre com morte de bombeiro

Faleceu esta sexta-feira, 5 de agosto, o bombeiro Miguel Martins. De acordo com informações que estão a circular nas redes sociais , o jovem bombeiro terá posto fim à própria vida.

Colegas e amigos ainda não conseguem acreditar como tudo isto aconteceu e não esperavam uma tão triste notícia, de uma pessoa que descrevem como “um coração do tamanho do mundo”.

No Facebook, multiplicam-se as mensagens de condolências pelo jovem bombeiro da corporação de Bombeiros Voluntários de Portalegre.

“Estou em choque, não consigo compreender as razões que levam alguém a deixar-nos sem a existência de uma justificação prévia, que nos permita minimizar a dor de uma perda imensurável.

Não consigo nem quero acreditar que as dezenas de mensagens que tenho vindo a receber durante a manhã sejam verdade.

Não consigo nem quero acreditar que uma pessoa como o Miguel Martins tenha-nos deixado sem que houvesse causas e circunstâncias que minimamente pudessem justificar.

Nenhum indicador apontava para que uma pessoa como o Miguel, com o coração do tamanho do mundo, onde os princípios de ser e estar na vida incidiam sobra a amizade, a lealdade, o respeito, a integridade e o exemplo, pudessem levar a um desfecho fatídico como o que se veio a registar.

Tive que ligar para alguém da minha inteira confiança para confirmar o que eu não queria, nem quero acreditar.

Foram vários anos de partilha de uma amizade que em muito me enaltece pela excelência de pessoa que o Miguel foi, é e será para mim. A sua disponibilidade permanente para fazer parte integrante das soluções, a sua dedicação e o elevado conhecimento, a sua humildade, o seu compromisso à nobre causa que nos unia, foram e serão referências que irão perdurar no espaço e no tempo.

Na última vez que estivemos juntos, que falamos pessoalmente e nos cumprimentamos com um sentido e sincero abraço de amizade, no árduo combate ao incêndio da Caranguejeira – Leiria, estava com a sua equipa debaixo do VLCI a tentar minimizar um dano no diferencial do veículo de combate a incêndios, para poder continuar a sua nobre missão que lhe fora confiada.

Irei recordar para sempre o exemplo do Miguel no que concerne à sua postura, ao seu compromisso e dedicação a causa maior que ele sempre viveu com enorme paixão: Os Bombeiros.

Descansa em paz AMIGO, não nos devias ter deixado tão cedo, no entanto havemos de nos encontrar um dia e voltar a dar aquele abraço de amizade que sempre que nos cruzávamos, inevitavelmente era a forma como nos cumprimentávamos.

Manifesto os meus sentidos e sinceros sentimentos e condolências à família e amigos do Miguel, assim como a todos os Bombeiros de Portalegre, da Força Especial de Proteção Civil, na pessoa do Comandante Realinho que tem a difícil missão de ultrapassar este difícil momento de uma dor imensurável”, escreveu, desolado, Marco Martins, coordenador municipal da Proteção Civil, no Facebook.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo