Mundo

Tragédia: Ex-polícia invade creche e faz 34 mortos

Um atirador invadiu uma creche, que teria cerca de 30 crianças no interior, esta quinta-feira, 6 de outubro. De acordo com as primeiras informações recolhidas, o número de mortos já vai em 34, incluindo 22 crianças. O suspeito também se terá suicidado, após o massacre, e é um ex-polícia. A creche é na cidade de Nong Bua Lamphu, na Tailândia.

As vítimas são, até ao momento, 22 crianças com mais de dois anos e 12 adultos. O caso está a chocar a todos e o relato começa a ganhar contornos ainda mais chocantes.

Portanto, já se sabe que o homicida em massa é um antigo polícia, que foi dispensado do serviço no ano passado, supostamente por problemas relacionados com drogas.

Esta quinta-feira, por volta da hora do almoço local, o homem muniu-se e invadiu a creche. As suas primeiras vítimas foram quatro ou cinco funcionários da creche, adultos, onde se inclui uma professora que estava grávida de oito meses. Depois, invadiu o local onde se encontravam as crianças a dormir e matou-as com uma faca, de acordo com a descrição de um oficial, Jidapa Boonsom, em declarações à agência Reuters.

Depois deste massacre, este ex-polícia ainda matou a esposa e o filho. Só depois terá cometido suicídio. Além destas 34 vítimas mortais, há ainda 12 feridos a registar e o número de mortos ainda poderá subir.

“Em seguimento do incidente chocante em Nong Bua Lamphu, esta tarde, gostaria de expressar as minhas mais sinceras condolências às famílias das vítimas mortais e feridos. Eu ordenei o comandante da Polícia, que está no terreno, para aplicação de ações judiciais imediatas a todas as partes envolvidas e para que todos os que estão no terreno ajudem as pessoas feridas”, anunciou o primeiro ministro da Tailândia, Prayuth Chan-ocha, numa publicação no Facebook.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo