Noticias

Ivo Lucas ‘não reduziu a velocidade e não travou’ o carro no acidente que vitimou Sara Carreira

O cantor e ator Ivo Lucas está acusado no acidente que vitimou a namorada Sara Carreira.

A poucos dias de se completarem dois anos sobre essa tragédia, o Ministério Público voltou a acusar o ator da SIC, que conduzia o veículo, onde Sara perderia a vida, num acidente na autoestrada, em Santarém. Foi a 5 de dezembro de 2020 que a jovem morreu, num acidente, num dia de muita chuva.

Apesar disso, das más condições climatéricas, a chuva e a pouca visibilidade, o Ministério Público encontra culpados pela tragédia, que poderia ter sido evitada. O acidente envolveu vários carros, sendo que Ivo Lucas e a fadista Cristina Branco estão os dois acusados por “homicídio negligente”. Cristina Branco, de 50 anos, tinha batido antes de Ivo Lucas e não teria conseguido sinalizar o acidente, onde Ivo Lucas acabaria por chocar depois.

Também o acidente dela teria sido precipitado por um acidente anterior, de um condutor que apresentou uma taxa de alcoolemia acima do permitido por lei. É, por isso, um acidente muito complexo, e a envolver muitos detalhes. Também isso explica toda a demora neste processo, para desagrado da família Carreira, que quer este processo encerrado.

De acordo com as novas acusações do Ministério Público, Ivo Lucas e Cristina Branco estão acusados do crime de homicídio negligente, sendo que o cantor está ainda acusado de duas contraordenações, uma grave e uma outra leve. De acordo com o jornal Correio da Manhã, Ivo Lucas “não reduziu a velocidade e não travou”, tendo apenas virado o volante para a esquerda, numa tentativa de evitar a colisão com o outro carro.

Já a fadista Cristina Branco está acusada como “autora material e em concurso efetivo”, além de duas contraordenações graves.

Paulo Neves, outro condutor de 59 anos, foi acusado pelo crime de condução perigosa e três contraordenações, nomeadamente por conduzi com álcool. Está ainda referenciada a acusação a um outro condutor, Tiago Pacheco, de 25 anos, também por condução perigosa e duas contraordenações.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo